Centro Transplantes

TRANSPLANTE DE MEDULAS JÁ É POSSÍVEL EM JUIZ DE FORA

No dia 6 de dezembro de 2006, a Fundação Ricardo Moysés Júnior (FRMJ) promoveu em sua sede a inauguração oficial do Centro de Transplantes de Medula Óssea em cerimônia de assinatura de convênio com a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). O acordo oficializou a cessão dos equipamentos, em regime de comodato, para o Hospital Universitário (HU).

Durante o evento, além de voluntários da FRMJ, estiveram presentes personalidades dos setores privado e público em âmbito estadual. Todos ressaltaram a importância da parceria entre FRMJ, UFJF e empresas privadas comprometidas com a responsabilidade social.

De acordo com o chefe do Serviço de Transplante do Hospital Universitário e diretor técnico-científico da FRMJ, professor Ângelo Atalla, o convênio é um exemplo de que a parceria pode ser a saída para otimizar as ações e racionalizar recursos, estimulando o desenvolvimento da ciência de maneira mais rápida.

Benefícios
A implantação do centro no Serviço de Hematologia e Transplante de Medula Óssea do HU-UFJF agiliza e oferece melhores condições para a realização dos procedimentos, pois evita deslocamentos para Belo Horizonte e São Paulo, onde eram realizados. A FRMJ ainda oferece espaço em sua sede para que os transplantados se recuperem após a operação.

A criação do Centro de Transplantes de Medula Óssea, em 2005, era um antigo sonho da FRMJ. “A compra de equipamentos de criopreservação como tanque de nitrogênio, capelas de fluxo, congelador programável, processadora de células tronco e computadores, só foi possível graças aos recursos obtidos por meio de campanhas como a “Doe Vida” (co-realizada por Belgo-Arcelor Brasil Juiz de Fora e OP.Com) e o McDia Feliz (organizada pelo Instituto Ronald McDonald), ao repasse de verbas do então Secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Marcus Pestana, e à doação da Belgo-Arcelor”, afirma Jane Berlose Moysés, diretora da entidade.

Da criação do centro até maio de 2010, foram realizados 140 transplantes de medula em pacientes de 12 a 70 anos (os adultos também se recuperam na FRMJ), provenientes não apenas de Juiz de Fora e região, como de outras cidades de MG, RJ, ES e MT.

Tipos de transplantes
O transplante de medula representa uma possibilidade real de cura de doenças que afetam as células do sangue, como a leucemia e a anemia aplástica. De acordo com Atalla, há dois tipos de transplantes de medula: o alogênico (através de doação de medula de um doador compatível) e o autotransplante, “no qual o paciente é submetido ao procedimento de mobilização da célula-tronco da medula óssea para a corrente sangüínea. Uma vez coletada em número adequado, ela será congelada, e o paciente, submetido a alta dose de quimioterapia e posterior infusão do material, que irá permitir a recuperação medular. Após cerca de 20 dias, a medula será repovoada, e o paciente continuará o tratamento em nível ambulatorial, dependendo da doença que tinha”, explica Atalla. “Cada tipo de transplante tem sua indicação. O médico escolherá a melhor opção”, completa.

Atualmente, há três leitos disponíveis no HU para o autotransplante, com capacidade para até cinco procedimentos por mês. Mas já existem projetos para duplicar o número de leitos e para a execução do transplante alogênico.

Os transplantes são gratuitos e podem ser agendados. Basta o médico assistente ligar para o telefone 3229-3042, marcar a consulta e levar o encaminhamento.

Ângelo Atalla - Diretor técnico-científico da FRMJ
“Esse é apenas o começo de um projeto ambicioso, que já é o maior centro de transplantes autônomo do país”.

Marcus Pestana - Secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais licenciado
“Trata-se de uma parceria proativa, com capacidade técnica e humana para vencer o desafio de atender à demanda social e que tem tudo para ser uma referência nacional”.

Professor Henrique Duque – Reitor da UFJF
“O ganho social se multiplica com o desenvolvimento científico e de pesquisa que o centro proporciona aos alunos da UFJF”.

Marluce Fajardo – Coordenadora dos projetos sociais da Belgo-Arcelor Brasil Juiz de Fora
“Essa parceria Belgo/FRMJ reflete seus valores comuns de ética e transparência em todo e qualquer projeto. Estou muito orgulhosa por participar”.

Luiz Carlos Lyra – Diretor de Marketing da OP.Com
“É um prazer ser parceiro de uma entidade cujo trabalho é sério, excepcional e com resultados para a sociedade”.

Maria Aparecida Soares – Secretária de Saúde de Juiz de Fora
“É com orgulho que testemunho este ato tão importante para o sistema de saúde pública em Juiz de Fora. Tenho a certeza de que a parceria salvará muitas vidas”.

Odilon Andrade – Chefe de Gabinete da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais
“Esse é um trabalho de pessoas empreendedoras e abnegadas, com resultados sociais de grande alcance”.

Simone Barbosa – Proprietária do Posto Eco
“É uma responsabilidade muito grande associar o nome de sua empresa a uma causa como essa. Nós o fazemos com muita honra e com muito carinho. Estou feliz por mais essa conquista”.